Time: 4:51
Sexta, 26 Setembro 2014 13:52

TROPA DE ELITE ESTOURA CINCO COMUNIDADES

Os mais recentes índices de roubos de veículos, registrados nas zonas Sul, Norte e Centro de Niterói, e as investigações de delegacias da área para reverter esse quadro negativo despertaram a atenção da cúpula da Polícia Civil, que na manhã de ontem deu uma “resposta”. Mais de 150 policiais, reunindo 11 delegacias (de Niterói e São Gonçalo), de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), e de especializadas – como Delegacia de Combate as Drogas (Decod), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), e Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) –, além de três veículos blindados “caveirões” e um helicóptero “sacudiram” o bairro de Santa Rosa. As investigações sobre o roubo de veículos se fundem com a própria repressão ao tráfico, já que esses crimes seriam praticados na maior parte dos casos pelos mesmos criminosos.


A megaoperação mudou a rotina do bairro por seis horas e as comunidades que integram o chamado Complexo de Santa Rosa – Igrejinha, Cachoeira, Viradouro, Vital Brazil e Souza Soares – foram vasculhadas por dezenas de policiais fortemente armados. Em algumas, como Morro Souza Soares e até na entrada da Grota do Surucucu (esta em São Francisco) ocorreram confrontos. O principal objetivo dos agentes era cumprir 20 mandados de prisão e outros dois de busca e apreensão, exatamente o resultado das investigações realizadas por delegacias como 77ª DP (Icaraí), 79ª DP (Jurujuba) e 81ª DP (Itaipu). 


Os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) indicaram, por exemplo, que nos trimestres de junho, julho e agosto de 2014 e 2013 criminosos roubaram de nove veículos até 61 por mês, em ocorrências registradas 76ª DP (Centro), 77ª DP (Icaraí), 78ª DP (Fonseca), 79ª DP (Jurujuba) e 81ª DP (Itaipu). Nesse mesmo período, no ano passado, foram registradas 394 ocorrências de roubos de carros nas zonas Norte, Sul e Centro da cidade, contra 283 desse ano, uma redução de 28,17% dentro da totalização de índices considerados elevados. Ainda segundo levantamento, em todo o estado o roubo de veículos cresceu cerca de 13% no mês. 


“Com a autorização da Chefia de Polícia planejamos a operação e obtivemos da justiça a expedição dos 20 Mandados de Prisão. Recuperamos um carro (modelo Vectra) roubado em Alcântara além de uma motocicleta, e recebemos informes dando conta também que traficantes vindos de outras áreas do Rio estariam vindo para a Zona Sul de Niterói, como a comunidade da Igrejinha”, afirmou o diretor da 4ª Delegacia de Policiamento de Área (DPA), delegado Sérgio Caldas, coordenador da operação. Ele acrescentou que a polícia não teve problemas durante a operação nas comunidades, porque “os agentes estavam trabalhando para dar tranquilidade para as pessoas e os moradores tinha a consciência disso”. Nas redes sociais, virou quase uma rotina moradores de Niterói e São Gonçalo relatarem tiroteios nos morros do Complexo de Santa Rosa. 


Sérgio Caldas adiantou ainda que na manhã de ontem quatros homens já haviam sido presos, sendo que um deles foi reconhecido por roubo de veículos, além de dois menores que foram detidos para averiguação. “Nosso objetivo é dar prosseguimento ao trabalho investigativo desenvolvido pela DPs”, explicou. Traficantes receberam os policiais a tiros nas proximidades da Rua Albino Pereira, acesso a comunidade da Grota do Surucucu logo pela manhã. Em seguida, já no acesso a comunidade Souza Soares, pela Rua Lions Club, e travessas José Ferreira, e Maria Auxiliadora Gonçalves, próximas à Rua Mário Viana, houve intensa troca e tiros com apoio dos veículos blindados e do helicóptero. Até o início da tarde de ontem não havia registros de baleados durante a ação na Zona Sul da cidade.

A Tribuna

Operação com tiros e presos em comunidades de Niterói

Niterói: Polícia lacra suposta clínica em Pendotiba

Sem direção em Niterói

Niterói: Polícia procura por corpo abandonado no Centro

Niterói: Câmeras flagram ação criminosa em shopping

Dados colhidos a partir de 17/10/2011